Será que é só preguiça?

A gente sempre escuta: fulano não sai do lugar porque é preguiçoso. Ou coisas assim. A gente mesmo se condena muitas vezes. Então vamos diferenciar o que é preguiça e o que é desmotivação.

Na maior parte das vezes, aquilo que chamamos de preguiça é falta de motivação. Preguiça é quando, num domingo de manhã chuvoso, e sabendo que não temos nenhum compromisso, a gente se estica na cama e dorme mais um pouquinho. Ou quando ficar lá, brincando com o seu filho, só mais um pouquinho antes de lavar a louça do jantar, parece mais interessante. Em casos assim, sem gravidade, falamos de preguiça e daquela preguiçinha gostosa depois de comer bem num feriado.

Mas desmotivação não é preguiça. A desmotivação é aquela completa falta de vontade de sair da cama de manhã. É aquela “Síndrome do domingo à noite”, quando toca a música do Fantástico, e tudo o que você queria era não precisar trabalhar no outro dia. Então, deve ter alguma coisa errada com as suas tarefas do dia, com o seu humor ou até mesmo com o seu trabalho.

Sentimos essa preguiça porque não queremos olhar a situação de frente. Não estamos mais naquela energia do trabalho, não aguentamos mais aquela academia. Ou, no caso de uma criança, que preguiça de ir para escola, será que é preguiça mesmo? Será que não acontece alguma coisa por lá que você não saiba? Bullying, uma dificuldade de aprendizado ou até falta de óculos podem desestimular uma criança ao extremo.

Nos adolescentes isso acontece muito, mas ainda assim não é preguiça. Os adolescentes estão geralmente bem perdidos. Não sabem o que querem, tem uma imagem muito negativa de si mesmos, não tem autoestima. Aí para você querer que ele mantenha o quarto arrumado, é complicado. O mundo externo dele está só mostrando o mundo interno. Atolado de coisas sem lugar ainda no mundo. Sei que é difícil, mas é preciso ter paciência.

Algumas pessoas não tem o pique de outras. Minha mãe, por exemplo, tem 20 anos a mais que eu mas se mexe muito mais e melhor. Fica com o meu sobrinho bebê no colo por horas, enquanto eu mal consigo por alguns minutos. Não dá para me chamar de preguiçosa, dá?

A gente nunca sabe o que desmotiva o outro. Pode ser uma série de coisas (incluindo falta de noção ou de educação mesmo). Mas essa palavra “preguiça” precisa ser ressignificada. Será que é isso mesmo que você sente? Reveja o que precisa ser realmente mudado na sua vida e depois se julgue (ou julgue os outros). É sempre melhor e nos mantém mais saudáveis e felizes.

Andrea Pavlovitsch
www.facebook.com/andreapavlo
@dekapavlovitsch
55+ (11) 3447 8051
55+ (11) 9.8876-7331

Colaboradora do Portal Esotérico: Andrea Pavlovitsch é psicoterapeuta, numeróloga e escritora. Para informações sobre atendimentos e para receber artigos pelo e-mail contate contato@andreapavlovitsch.com

---

O Portal Esotérico não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos e/ou serviços prestados por seus colaboradores.

Compartilhe este artigo

Faça um comentário

Caso tenha um Perfil ativo no site, entre no Perfil antes para facilitar o preenchimento deste formulário