A dificuldade em se priorizar

Eu achava que era só eu. Pensava "Que coisa feia, a esta altura do campeonato você ainda está adiando seus exames de rotina pela oitava vez?". Ainda come qualquer coisa na rua porque tem trabalho para fazer e não vai dar tempo. Ainda deixa de ler um bom livro porque a casa precisa de mais uma passada de pano. E por aí vai. Exercícios, boa alimentação e todos os clichês que os programas de saúde da TV sempre pedem pra gente, indo pelo ralo porque eu estou muito ocupada. E geralmente, ocupada com coisas que não são minhas.

A gente acha que porque é nosso, é a gente, e isso não é verdade. Seu trabalho não é você. Seu dinheiro não é você. Seus filhos não são você e nem a sua casa impecável. E nem seus amigos, seus pais ou a vizinha que descobriu que está com câncer. Isso tudo merece atenção, carinho e cuidado. Mas não são você. E não merece mais do que você. E é sempre isso que a gente faz.

E você resolve pensar que não, e vai pra manicure mesmo com uma lista de relatórios atrasados, você é egoísta. Se você não pensa primeiro na doença dos outros (ou nos seus problemas financeiros, ou no corte de cabelo, qualquer coisa) você é uma vaca (ou um filho de uma boa mãe)! Onde já se viu? Não leu a Bíblia não? Não viu as mensagens de Jesus dizendo que todo mundo é sempre mais importante do que você? Que devemos fazer o bem, praticar a caridade, mesmo que para isso precisemos nos sacrificar? Jesus morreu na cruz por nós sabia? E você não pode sacrificar duas horas de sono para preparar uma sopa para a vizinha todos os dias de manhã? Coitada!!!

Todo mundo é coitado. Menos você. E a vizinha doente possivelmente fez isso a vida toda, não se cuidou como deveria e acabou como acabou. A cultura cristã incutiu nas nossas cabeças que é feio ser "egoísta" e por egoísta entenda "pensar em si mesmo em primeiro lugar".

Só que, na Bíblia ou em qualquer outro livro, não está escrito nada disso. Isso foi a interpretação dos homens e uma boa maneira de manipular a sociedade. No final temos um mundo doente e dependente. Parece que não deu muito certo.

A imagem que sempre temos de uma pessoa que falta ao trabalho para ir ao médico é de ela é uma vagabunda. Que não prioriza o trabalho. Que bom, né? Parece que ela é mais evoluída que você. Não estou dizendo pra ser ruim e passar a atacar todo mundo e nem deixar de fazer o bem para as pessoas. Você pode, desde que seu coração fale com você e você já tenha cuidado bem de você, como o seu bem mais precioso. Até no avião isso é necessário. Quando as máscaras de oxigênio caírem sobre as suas cabeças (ou seja, quando a coisa estiver mesmo feia) coloque as máscaras primeiro em você e depois nas crianças. Lembra? Até isso nos mostra a importância do "si mesmo".

A grande verdade é que tudo, sempre, pode esperar. Menos você e a sua saúde, seja ela qual for. Se uma massagem te faz bem, vá lá e faça. Se não dá para fazer toda semana, faça uma vez por mês mas se dê esse presente. E aí as suas amebas devem estar em polvorosa dizendo "Você tá louca? Com tanta conta para pagar você vai pensar em massagem?" É disso que eu estou falando.

Enxugue a sua vida. Deixe só as prioridades lá e, entre na lista! Se não dá para trabalhar no centro duas vezes por semana, trabalhe só uma. Se seu filho já passou dos três anos, deixe ele comer sozinho. Pare de tentar ser um super herói para o mundo, a lindona ou o lindão que dá conta de tudo e dê conta de você. Vá caminhar num parque, faça uma comida fresquinha e gostosa em casa. Saia mais cedo do trabalho, se organize para isso. Nada, nada mesmo vale o seu sacrifício e não espere estar num leito de UTI para entender isso. Ser saudável e feliz é o maior presente que você pode dar para o Universo e a única maneira de ser útil de verdade. Agora preciso ir porque tenho hora na manicure.

Andrea Pavlovitsch
http://diadediva.blogspot.com
@dekapavlovitsch

Livro: Cá... entre nós

Colaboradora do Portal Esotérico: Andrea Pavlovitsch é psicoterapeuta, numeróloga e escritora. Para informações sobre atendimentos e para receber artigos pelo e-mail contate andreapavlovitsch@gmail.com

---

O Portal Esotérico não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos e/ou serviços prestados por seus colaboradores.

Compartilhe este artigo

Faça um comentário

Caso tenha um Perfil ativo no site, entre no Perfil antes para facilitar o preenchimento deste formulário